Justiça manda Prefeitura de Cotia devolver 35 respiradores confiscados

Respiradores da Magnamed em estande de exibição (Facebook/) A Justiça Federal determinou, em medida cautelar publicada neste sábado (28), que a Prefeitura de Cotia devolvesse à fábrica de equipamentos médicos Magnamed os 35 ventiladores pulmonares confiscados pelo vice-prefeito e secretário de segurança pública da cidade, Almir Rodrigues, e guardas municipais na tarde de sexta-feira (27).  Os respiradores, utilizados em unidades de tratamento intensivo (UTIs), são considerados peças-chave no tratamento do coronavírus covid-19. No entanto, os aparelhos apreendidos pela Prefeitura de Cotia, ainda não estavam em pleno funcionamento, podendo pôr em risco…

continuar lendo ...

Agronegócio registra perdas e descartes de produtos devido ao coronavírus

Agronegócio: exportadores de frutas relatam suspensão drástica das vendas, já que transporte era feito em porões de voos de passageiro (Cristiano Mariz/EXAME) O impacto da pandemia do coronavírus já está sendo sentido pelos produtores agrícolas brasileiros. O fechamento do comércio nos grandes centros urbanos, associado à dificuldade de exportação de produtos por vias aéreas estão entre os fatores que mais têm impactado negativamente o setor do agronegócio, que já registra perdas na produção e descartes de produtos no campo. É o que revela um balanço da Confederação da Agricultura e Pecuária…

continuar lendo ...

Abbott lança teste para diagnosticar coronavírus em 5 minutos

ID Now: máquina possui a tecnologia para identificar e ampliar sequências do genoma do coronavírus (Abbott/Divulgação) O Abbott Laboratories está lançando um teste de coronavírus que pode dizer se alguém está infectado em cinco minutos e, de tão pequeno, pode ser levado para praticamente qualquer assistência médica. A fabricante de dispositivos médicos planeja fornecer 50 mil testes por dia a partir de 1º de abril, disse John Frels, vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento da Abbott Diagnostics. O teste molecular procura por fragmentos do genoma do coronavírus, que podem ser rapidamente detectados…

continuar lendo ...

Grandes empresas precisam ajudar suas cadeias e parceiros, diz VP do iFood

iFood: Com as medidas de isolamento social e mais pessoas em casa, o iFood sentiu um aumento na demanda por refeições pela plataforma (iFood/Divulgação) Com o coronavírus e as medidas de isolamento social, pequenos negócios tendem a sofrer mais que as grandes empresas. Pensando nisso, o iFood lançou iniciativas para ajudar entregadores e pequenos restaurantes a passarem por essa crise.  Para Diego Barreto, vice-presidente de estratégia da plataforma de entrega de alimentos e produtos de mercado, as grandes empresas precisam se coordenar para oferecer ajuda às pequenas empresas que fazem parte…

continuar lendo ...

Coronavírus: Braskem abre linha de crédito de R$ 1 bilhão para clientes

Grupo petroquímico fornece para indústrias de itens essenciais (Luke Sharrett/Bloomberg) A Braskem vai oferecer, a partir de abril, uma linha de crédito adicional no valor de 1 bilhão de reais para seus clientes, em meio à crise desencadeada pelo novo coronavírus. A oferta ficará disponível pelo prazo de 60 dias para a compra de resinas plásticas (PE, PP, PVC), soda cáustica, solventes e especialidades químicas. Muitos destes insumos são usados na fabricação de materiais hospitalares essenciais. “Entendemos que este é um momento excepcional e nem todos estão preparados. Essa medida visa…

continuar lendo ...

EDP doará R$ 6 milhões para compra de respiradores de UTI

A iniciativa da empresa portuguesa de energia faz parte de uma campanha que irá fornecer 345 equipamentos a hospitais públicos de São Paulo Hospital público do Mandaqui, em São Paulo, é um dos que receberão os respiradores (Hospital Mandaqui/Divulgação) A empresa de energia EDP vai doar 6 milhões de reais à ONG Comunitas, que reuniu a iniciativa privada para a compra de respiradores artificiais de UTI, para o tratamento de pacientes graves infectados pelo novo coronavírus. O montante equivale a um quarto do valor arrecadado, e o total será suficiente para…

continuar lendo ...

“As medidas são boas, o problema é a velocidade de execução”, diz Galló

José Galló, da Renner: são quatro etapas da crise (Germano Lüders/EXAME) A pandemia de coronavírus contaminou as expectativas para a economia, negócios e investimentos, exigindo soluções tanto por parte do governo quanto das empresas. Em entrevista ao vivo para a série exame.talks, José Galló, presidente do conselho de administração da varejista Lojas Renner, lembra que o Brasil já viveu muitas crises: as industrias pararam, 300% de inflação ao mês, as lojas fecharam, mas muitas empresas continuaram existindo. “O líder precisa entender que crises têm quatro etapas: a primeira é do pânico, das medidas…

continuar lendo ...

Lucro da Sabesp recua no 4º trimestre, mas fica acima do esperado

Sabesp: A receita operacional líquida recuou 4,2%, para 4,697 bilhões de reais (Sabesp/Divulgação) A Sabesp teve lucro líquido de 1,057 bilhão de reais no quarto trimestre de 2019, queda de quase 30% em relação ao mesmo período do ano anterior, mas acima das expectativas de analistas, de acordo com dados disponíveis na Comissão de Valores Mobiliários na madrugada de quinta para sexta-feira. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia de saneamento básico do Estado de São Paulo recuou 25,8%, para 1,725 bilhão de reais, mas…

continuar lendo ...

Cogna e Ser divulgam resultados enquanto buscam estratégias para a crise

Aula da Ser Educacional: uso do EaD por outras instituições pode trazer uma visão mais positiva sobre a modalidade no longo prazo (Ser/Divulgação) Não se passaram nem três meses, mas a devastadora pandemia do novo coronavírus mudou tanto a maneira de viver e as perspectivas para a sociedade e a economia que faz 2019 parecer muito longínquo. Mais ainda para as instituições de ensino. Nesta sexta-feira, 27, a Cogna (ex-Kroton) e a Ser Educacional divulgam seus balanços do quarto trimestre do ano passado. Para os investidores, porém, o que interessa é…

continuar lendo ...

Papel do empresário é assumir o ônus, diz dono do Giraffas após polêmica

Giraffas: filho do fundador deixou de ser acionista da rede de alimentação (Germano Lüders/EXAME) Os empresários brasileiros devem ter responsabilidade social em meio à pandemia do coronavírus e seu principal papel é manter empregos. Para isso precisam de ajuda urgente do governo. Essa é a visão de Carlos Guerra, fundador e presidente da rede de restaurantes Giraffas. Guerra virou notícia após o afastamento de seu filho Alexandre Guerra do conselho de administração da companhia nesta quarta-feira. A notícia veio depois que Alexandre publicou um vídeo na internet em que dizia que…

continuar lendo ...