Empresarial Notícias

Faculdade Fipecafi participa do Balas Conference em San Diego (EUA)

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

Sala de aula

(Shutterstock)

Durante o evento, a Coordenadora de cursos Luciana Machado apresentou trabalho sobre excesso de confiança e o desempenho dos alunos durante as avaliações

Aconteceu entre os dias 21 e 24 de março, o Balas Conference 2018, na Universidade de San Diego, na Califórnia, Estados Unidos. A Faculdade Fipecafi esteve presente com a apresentação do estudo “Self-assesment accuracy, overconfidence and student performance: evidence from Brazil” (Precisão da autoavaliação, excesso de confiança e desempenho dos estudantes: evidências do Brasil, em tradução livre), realizado pela Cordenadora de Cursos, Luciana Machado.

Leia também:

Durante sua exposição, a professora Luciana, falou sobre a overconfidence, ou excesso de confiança, caracterizado por um comportamento que leva pessoas a sobreavaliarem suas habilidades e assumirem, assim, maior risco.  “Imagine, uma pessoa que se avalia como um motorista muito melhor do que a média e, com isso, assume mais riscos: dirige em alta velocidade, de forma imprudente e acaba se acidentando. É um termo bastante conhecido, também, na área de finanças comportamentais, quando investidores superestimam seus conhecimentos e assumem riscos elevados, muitas vezes, prejudicando, de forma expressiva, sua carteira de investimentos”, demonstra.

Quando o assunto é educação, estudos concluem que o desempenho dos alunos possui relação negativa com medidas de excesso de confiança, ou seja, alunos com melhor desempenho têm menor probabilidade de apresentar comportamento de otimismo excessivo, pois conseguem avaliar com clareza os conhecimentos possuem. No Brasil, alunos com melhor desempenho na prova tendem a apresentar menos excesso de confiança, como identificado em pesquisas realizadas fora do país.

O Estudo

Foi avaliado o comportamento de 549.487 alunos no Brasil, analisando a base de microdados do Exame Nacional do Ensino Superior (Enade). Ao final da prova, aplicada melo Ministério da Educação (MEC), os alunos responderam a um questionário com informações socioeconômicas, do curso e instituição de ensino em que estão matriculados e, também, sobre a percepção de dificuldade da prova que realizaram, sendo os níveis: muito fácil, fácil, média, difícil e muito difícil. 

Comparando a dificuldade percebida com o desempenho real, de cada um dos alunos, tornou-se possível quantificar o excesso de confiança, indo de -4 a 4. Um aluno que avaliou a prova como muito fácil e na distribuição de notas teve um desempenho correspondente a uma prova muito difícil, por exemplo, tem um overconfidence estimado de 4. Por outro lado, um aluno que julga a prova extremamente difícil e tem desempenho muito superior à média, apresenta um overconfidence de -4 e é, na verdade, um indivíduo que subestima sua habilidades. Com esse índice de excesso de confiança é possível observar a correlação deste comportamento com outras características dos alunos, como, por exemplo, foi identificado que alunos com renda superior a 4,5 salários mínimos, sobreavaliam sua habilidades.

Sobre o Balas Conference

A The Bussiness Association of Latin America Studies (Bala), Associação Comercial de Estudos da América Latina, em tradução livre, é a primeira associação internacional de profissionais a tratar, exclusivamente, do estudo de economia, gestão, liderança e indústria na América Latina e no Caribe, dela participam mais de 30 países. O Balas Conference é um evento anual que trata de assuntos como o papel que as empresas podem desempenhar na valorização das comunidades locais, globalização, integração econômica, estratégias regionais, entre outros.
 
 Sobre a Fipecafi

A Fipecafi foi fundada em 1974 por professores do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo) e atua desde então como órgão de apoio institucional ao departamento. Dentre seus principais objetivos estão: a missão de desenvolver e promover a divulgação de conhecimentos da área contábil, financeira e atuarial, organizar cursos, seminários, simpósios e conferências, prestar serviços de assessoria e consultoria e realizar pesquisas, atendendo entidades dos setores público e privado.
 

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

Infomoney