Empresarial Notícias

ATIVOS BIOLÓGICOS – CPC-29

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

Agronegócio

(Nolanberg11)

Por Maria José de Camargo Machado

Leia também:

A norma contábil CPC 29 – Ativos Biológicos e Produtos Agrícolas (correlata à norma internacional IAS 41 – Agriculture) é uma norma contábil voltada para todas as empresas que possuem ativos biológicos, ou seja, animais ou plantas vivas.

Esta norma no Brasil tem um impacto relevante, uma vez que o agronegócio brasileiro é um dos maiores do mundo, bem como a diversidade de negócios produzidos aqui. Outro aspecto importante, é que muitas empresas usam o agronegócio como uma atividade diversificadora de seu portfólio de investimentos, e, portanto, o público alvo para este curso se estende a qualquer empresa que tenha um segmento do agronegócio dentre suas atividades meio ou fins.

O curso de educação executiva CPC 29 – Produtos Agrícolas da FIPECAFI visa esclarecer aspectos desta norma contábil através de casos práticos. Como a norma traz uma série de desafios aos profissionais da contabilidade, como a mensuração a valor justo destes ativos durante seu processo de formação, e o reconhecimento de ganhos ou perdas temporais, é importante debater os aspectos mais controversos da mesma.

A importância deste curso se dá principalmente no entendimento e aplicação prática da norma em situações do dia a dia, bem como na discussão dos principais impactos nos demonstrativos contábeis de empresas sujeitas a esta aplicação. Outro aspecto que reforçamos no curso, são as especificidades de cada ativo agrícola, seja ele uma cultura temporária, ou permanente, bem como produção de animais, promovendo um amplo debate ao decorrer do curso.

Este curso vem sido oferecido semestralmente e já está na nona turma, com uma diversidade enorme de empresas participantes, desde produtoras de carvão, projetos florestais sustentáveis, produção de peixes, até os agronegócios mais tradicionais como grãos, pecuária e cana-de-açúcar.

Maria José de Camargo Machado

Possui graduação em ciências contábeis, mestrado e doutorado em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo. Participa de projetos de pesquisa, tendo como principal interesse as áreas de Contabilidade Gerencial e Financeira e Finanças Corporativas, principalmente nos temas relacionados ao IFRS, Gestão de Ativos/Valuation, e Riscos. Atua como docente na Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP, e também como coordenadora do curso de MBA em Finanças e Controladoria na mesma instituição. É professora dos cursos de MBA – PECEGE – ESALQ/USP, e da Fundacão Instituto de Pesquisas Contabeis, Atuariais e Financeiras – FIPECAFI, além de desenvolver e ministrar cursos e treinamento in company.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores.

Infomoney